história 

canavieiras, a princesinha do sul.

Por volta da primeira década de 1700, iniciou-se a colonização do território do futuro município de Canavieiras, que àquela época, pertencia a Capitania de São Jorge dos Ilhéus. Um grupo de aventureiros brasileiros e portugueses, não se sabe se a procura de ouro, de terras melhores para a expansão de suas lavouras ou simplesmente fugindo dos índios Pataxós, chegou a um local próximo à Costa, ao sul da Capitania, onde se fixou. O local era denominado "Puxim", termo brasílico que, segundo os estudiosos, significa "coisa feia e ruim". Ali ergueram uma capela sob a invocação de São Boaventura, atual padroeiro do município, cuja imagem, conta a lenda, fora encontrada por pescadores na praia. Com a chegada de novos habitantes, o pequeno núcleo ampliou-se, de forma que, em 11 de abril de 1718, foi elevado à categoria de Freguesia de São Boaventura do Puxim, o que estimulou ainda mais o crescimento acelerado, tanto nos aspectos populacionais quanto nos econômicos, uma vez que as terras eram excelentes para o cultivo da cana-de-açucar.

Em 1746 a história econômica de toda a região sul da Bahia começou a ser mudada em Canavieiras, quando Antônio Dias Ribeiro plantou como primeiras sementes de cacau nas margens do rio Pardo, na Fazenda Cubículo. Com várias crises seguidas da cultura cacaueira, tendo como ápice estas a "Vassoura-de-bruxa", passou a dar maior atenção ao turismo, em especial a da década de 1980.

Formação Administrativa:
Em 13 de dezembro de 1832, a Freguesia de São Boaventura do Puxim passou à categoria de Vila, sob o título de 'Imperial Vila de Canavieiras', visto que a sua população atingia a quase três mil pessoas. A Vila conquistou o foro de cidade em 25 de maio de 1891, por Ato Estadual assinado pelo Governador José Gonçalves da Silva. A composição territorial do município permaneceu inalterada até 06 de março de 1953, em decorrência da Lei Estadual nº 544, quando foi desmembrado do seu território o Distrito de Potiraguá. A composição interna, entretanto, passou por várias modificações estruturais, tendo sido emancipados Camacan, Pau Brasil e Mascote, que se constituíram municípios, e que se instalaram em 7 de abril de 1963, além dos municípios de Una e Santa Luzia. Desta forma, atualmente o município está reduzido a três distritos: o Distrito Sede, o de Ouricana e o de Puxim do Sul.

Existem duas versões sobre a origem do nome do município de Canavieiras. A primeira é uma tentativa de dar mérito ao nome da família Vieira, neste o radical Cana, seria relacionada aos grandes canaviais (economia da época) e Vieira, família portuguesa de antigos moradores da vila até meados de 1912, quando a vila era conhecida como "Princesinha do Sul".  

Brasão de Canavieiras

Brasão_de_Canavieiras

Bandeira de Canavieiras

Bandeira_Canavieiras
Significados da Bandeira de Canavieiras: as faixas verdes representam as canas dos canaviais que existiam no início do povoamento da cidade; as faixas brancas representam as praias do litoral da cidade; a faixa vermelha, a cor da roupa do padroeiro da cidade.

fotos antigas

fotos atuais